skip to Main Content

Trombocitopênia Imune (PTI)

A Púrpura Trombocitopênica Autoimune (PTI), também conhecida como Púrpura Trombocitopênica Imune ou Trombocitopênia Imune, é definida como um distúrbio hematológico autoimune adquirido, caracterizado por erupções  cutâneas de cor púrpura, puntiformes (como múltiplas cabeças de alfinete), fixas e localizadas de preferencia em áreas de declive, ou generalizada.

Acontece pela destruição imunomediada de plaquetas e/ou comprometimento da produção das mesmas; que leva para trombocitopênia isolada, na ausência de outras causas hematológicas. Em geral encontrada em crianças, frequentemente seguindo a uma doença viral e com início abrupto.Existe uma preponderância em mulheres entre os adultos, que podem apresentar trombocitopênia com ou sem sangramento.Petéquias é o sinal mais comum e ocorrem principalmente nos membros inferiores, mas podem aparecer em qualquer parte do corpo (incluindo membranas mucosas), particularmente se a trombocitopênia for grave. Equimose é comum. O sangramento da mucosa também pode ocorrer em casos mais graves. O sangramento intracraniano é relatado em menos de 1% dos adultos e em menos de 0.5% das crianças.O tratamento inicial de pacientes recém-diagnosticados com PTI inclui observação, corticosteroide e/ou Imunoglobulina Intravenosa (IGIV).Recomenda-se antes considerar se o tratamento é indicado e depois determinar a urgência do tratamento. Etapas subsequentes dependem da resposta ao tratamento, quais tratamentos foram usados e há quanto tempo a trombocitopênia está presente.O risco geral de sangramento crítico ou grave na PTI é relativamente baixo (da ordem de 1% para hemorragia intracerebral). O risco é maior em indivíduos com o seguinte:

•Sangramento anterior

•Contagem de plaquetas <10,000/microL

•Idade mais avançada, especialmente >60 anos. Pacientes com sangramento, com risco de vida, independentemente da contagem plaquetária, podem ser considerados para terapia combinada com corticosteroides, imunoglobulina intravenosa (IGIV) e transfusão de plaquetas.

Dr. Javier Ricardo Carbajal Lizárraga.
CREMESP 92607. RQE 21798.
Especialista em Alergia e Imunologia.

Gostou do texto? Compartilhe com seus amigos!

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Pesquisar