skip to Main Content

Imunodeficiência Primária pode vir disfarçada de doenças alérgicas

Imunodeficiência Primária e doenças alérgicas

A Imunodeficiência Primária pode se disfarçar de doenças alérgicas. Leia até o final e entenda mais sobre o assunto!

A princípio, as  Imunodeficiências Primárias . Ou os Erros Inatos da Imunidade. Que é como hoje se prefere chamar. São um grupo de doenças. Que resultam de defeitos que são fundamentais em algum elemento. Como as proteínas e/ou o tipo de célula. E que agem na resposta imune ou que a controlam. Antes foram tidas como raras. Hoje em dia é sabido que elas são subdiagnosticadas, o que quer dizer pouco reconhecidas.

Como a Imunodeficiência Primária se disfarça de doenças alérgicas?

Há muito tempo tem sido visto que as alergias podem ser um item comum. Isso de uma deficiência que é a imunológica primária. E pode até ser o sinal. Bem como a característica de apresentação. De certas imunodeficiências específicas.

Ainda que por boas razões. As infecções mais ferozes tendam a chamar mais atenção. Do que os sintomas que são os alérgicos. Bem como a infecção, em uma pessoa muito alérgica, é muitas vezes tida como secundária à inflamação que é a alérgica. Isso cria uma postura que é a médica que leva muitas vezes a negligenciar a procura de uma causa imunológica que seja a mais profunda.

Uma Asma que não melhora ainda que bem tratada. E da mesma maneira, uma Sinusite que insiste em voltar. Assim como uma Dermatite Atópica  que infecciona de forma grave ou que é recorrente. Todas podem ser a consequência de uma Imunodeficiência Primária que é subjacente.

Em suma, deve-se então lembrar que uma Imunodeficiência Primária pode se disfarçar de doenças alérgicas. Por tal razão, será difícil de tratar a condição evidente. Em suma, a menos que a questão imunológica receba a atenção.

Ainda, apesar disso, saber da sobreposição entre os dois. A Imunodeficiência Primária e as doenças alérgicas. Dá uma chance de ver melhor a imunodeficiência que é subjacente. E em alguns casos o erro genético. Que ao mesmo tempo causa a falta de defesa eficiente no paciente. Bem como a falha em regular as respostas que são as atópicas.

Imunodeficiência Primária e doenças alérgicas
Pense em Zebra!

O que fazer nesse caso?

A princípio, as apresentações clínicas que podem confundir os sinais atópicas versus as infecciosas. Seguirão a causar os dilemas. Que são os diagnósticos e os que são os terapêuticos.

Exigindo assim uma mente aberta à vista de ambos. Isso nas pessoas que são as bem afetadas. Quando darem os sintomas que são os inflamatórios. Bem como os que são os infecciosos. E, dessa forma, avaliar a pessoa como um todo. Desde um ponto de vista diagnóstico de uma causa que é a imunológica subjacente.

Imunodeficiência Primária e doenças alérgicas

Em conclusão, o diagnóstico cedo. E a terapia da causa imune. Tem a ação grande no resultado. Além disso, é preciso lembrar que a simples prescrição de corticoides (os corticosteroides). Bem como a de outros imunossupressores que são os sistêmicos. Nas pessoas que já estão afetadas imunologicamente. Pode ameaçar a vida ao facilitar a difusão de infecções.

Enfim, você achou que o artigo foi útil? Quer saber mais sobre isso? Veja o nosso vídeo sobre o assunto.

Dr. Javier Ricardo Carbajal Lizárraga.
CREMESP 92607. RQE 21798.
Especialista em Alergia e Imunologia.

 

Gostou do texto? Compartilhe com seus amigos!

DR. JAVIER RICARDO CARBAJAL LIZÁRRAGA
ALERGIA E IMUNOLOGIA - RQE 21798 - CRM-SP 92607
CRIANÇAS E ADULTOS
O conteúdo deste site tem o objetivo de informar.
Não deve, de forma alguma, servir como base para qualquer diagnóstico ou tratamento sem a supervisão de um profissional médico especialista qualificado.
Em caso de dúvidas, procure sempre orientação médica.

Back To Top
×Close search
Pesquisar