skip to Main Content

Saiba Como a Dermatite Atópica Reage à Exposição ao Sol

Os fatores do clima podem afetar a Dermatite Atópica (a DA). Porém, os efeitos podem não ser tão negativos quanto você imagina.

Dermatite AtópicaA princípio, alguns dos livros didáticos relatam que até 10% dos pacientes. Com o eczema atópico. Pioram das suas lesões durante o verão. Isso devido à influencia do calor.

Ainda assim, existem vários estudos atuais que reportam uma melhora significativa dos sintomas da Dermatite Atópica. Na maior parte dos pacientes durante os meses do verão. Em especial, quando coincidem com as férias. E elas são seguidas de maior exposição à luz solar. Assim como a banhos de piscina e de mar. Bem como o uso mais comum de cremes que são os hidratantes.

Leia até o final e saiba mais sobre o assunto!

A Dermatite Atópica pode melhorar durante as férias

Dermatite Atópica no SolA princípio, os Banhos de sol parecem ser vitais para a melhora da Dermatite Atópica durante as férias. Uma possível explicação para isso pode ser o benefício da irradiação ultravioleta sobre o eczema atópico.

Ainda assim, os estudos alertam que a possível piora da Dermatite Atópica. Da mesma forma que dos outros transtornos da pele. Estão ligadas a maior perda de água trans-epidérmica. Além da diminuição nas propriedades de retenção hídrica dos lipídios superficiais.

Por outro lado, os outros estudos e a experiência clínica mostram que a piora da Dermatite Atópica. Associados ao aumento das temperaturas. Pode ser compensada e superada pelo uso com critério de cremes que são hidratantes apropriados. Assim, é possível melhorar a hidratação da pele. Bem como reduzir a susceptibilidade à irritação. E restaurar a integridade do estrato córneo da pele.

Em suma, alguns cremes, até mesmo, substituem a barreira córnea. Com uma camada de lipídeos vitais.  Que favorecem. Além de até aceleram a recuperação da epidermes.

Dicas para melhorar a doença durante o verão

Em síntese, os cremes hidratantes servem como uma opção terapêutica de primeira linha. Por outro lado, fica uma advertência, se tem muitos hidratantes tópicos no mercado. Em suma, que contém os esfoliantes. Que devem ser evitados na Dermatite Atópica.

Em conclusão, quando bem formulados. Os hidratantes tópicos evitam a evaporação de água. Isso das camadas que são as superficiais da pele. De forma natural. Bem como evitam a proliferação de bactérias e fungos. Além de favorecem o processo natural de cicatrização.

Assim, são importantes para pacientes com Dermatite Atópica e outras doenças crônicas da pele. Além de poderem ser altamente benéficos para melhorar os sinais. Ainda mais, os sintomas clínicos. Dessas condições dermatológicas tão desafiadoras.

Veja algumas dicas que pensamos como úteis para ajudar a Dermatite Atópica:

  • A princípio, se mantenha hidratado. Beba muita água.
  • Carregue sempre uma garrafa de água fria. Bem como uma toalha. Para limpar o suor de forma que é imediata.
  • Guarde os cremes. As loções. Assim como as pomadas na geladeira. Para mantê-los frios.
  • Nade! A água com cloro ajuda muito. Uma vez que diminui a concentração de bactérias na pele.
  • Enxágue a pele depois de nadar e hidrate-a logo após com a pomada. Do mesmo jeito que com a loção ou com o creme que são os indicados. Aplique o creme ou a loção hidratante enquanto sua pele ainda está úmida.
  • Prefira os banho frios. Bem como os rápidos.
  • Use as “toalhas de resfriamento”. Que podem ser achadas online e/ou em lojas de produtos esportivos.
  • Use as roupas de algodão. As soltas e as leves. Vestir as roupas feitas de tecido natural como o algodão, e as mais soltas, ajudam a diminuir a temperatura da pele. Assim como a tendência a evaporar a água.
  • Use o protetor solar ou o repelente de insetos que não causem a irritação. Oriente-se com seu médico.
  • Em especial no verão, mantenha as flexuras dos cotovelos e dos joelhos o mais secos que puder.
  • Prefira os alimentos resfriados. E reduza as comidas doces.
  • De novo: Beba muita e muita água!

Enfim, você achou que o artigo foi útil? Quer saber mais sobre as outras doenças que afetam a pele? Veja o nosso vídeo sobre a Síndrome de Jó.

Dr. Javier Ricardo Carbajal Lizárraga.
CRM 92607. RQE 21798
Especialista em Alergia e Imunologia.

Gostou do texto? Compartilhe com seus amigos!

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DR. JAVIER RICARDO CARBAJAL LIZÁRRAGA
ALERGIA E IMUNOLOGIA - RQE 21798 - CRM-SP 92607
CRIANÇAS E ADULTOS
O conteúdo deste site tem o objetivo de informar.
Não deve, de forma alguma, servir como base para qualquer diagnóstico ou tratamento sem a supervisão de um profissional médico especialista qualificado.
Em caso de dúvidas, procure sempre orientação médica.

Back To Top
×Close search
Pesquisar